sábado, 30 de novembro de 2013

Luzes da Natal em Lisboa

Hoje são ligadas pela primeira vez este ano as luzes de Natal!
Uma das minhas tradições preferidas! :)

Lembram-se do Rossio no ano passado? Liiiiindo!

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

“He wanted all to lie in an ecstasy of peace; I wanted all to

 sparkle and dance in a glorious jubilee. I said his heaven 

would be only half alive; and he said mine would be drunk: I

 said I should fall asleep in his; and he said he could not 

breathe in mine.”

 Emily Bronté

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Só eu!

Nem sabem o que me aconteceu hoje! 


Bem, hoje com a greve do metro de manhã e como fui para a zona do Campo Pequeno, levei o carro e deixei-o no Largo do Leão. Correu tudo bem, depois voltei para a faculdade ás 6 da tarde e consegui estacionar mesmo bem o carro!

Fiquei espantada, porque para ser sincera, estacionar não é comigo, muito menos com uma carro a gasolina.

Depois, como faltava uma hora para as sete, fui ao parquímetro para pagar o tempo dessa hora, porque andava por lá gente da emel. Estava ao telefone e distraída, e vi um cartão desenhado na máquina e achei que dava para pagar com cartão, o que me deixou toda feliz porque não tinha moedas. 


Meti lá o cartão e a maquina comeu-mo! Porquê? Porque aquilo, obviamente que não era para o cartão de crédito, mas sim para a saída do ticket do estacionamento!
Ou seja, fiquei sem cartão e estúpida como o caraças! A serio, a coisa mais retardada que fiz, e o dia de hoje já foi retardado que chegue. 


Telefonei para a emel a pedir que fosse lá alguém para abrir a maquina e estive lá 30min ao frio a espera que abrissem a maquina e quando o senhor chegou, olhava para mim como se eu tivesse alguma disfunção mental...aiai



Só estudar, estudar e marrar! 
Meu querido (deus) grego da danone, o que seria de mim sem ti?

domingo, 24 de novembro de 2013

Desafio: Baseado em Arctic Monkeys





Gostei imenso deste desafio que vi em vários blogs e decidi fazer também, pareceu-me super engraçado. Decidi usar letras dos Arctic Monkeys e eis o resultado:


 - Você é um homem ou uma mulher? a Topshop princess, a rockstar too

- Descreva-se: always busy being make believe

- Como você se sente? Fluorescent adolescent

- Descreva o local onde você vive actualmente. This house is a circus

- Se você pudesse ir a qualquer lugar, onde iria? New York City

- Suas melhores amigas. the weekend rockstars

- Vocês são...  matador (as)

- Se sua vida fosse um programa de tv, que nome teria? Drunken monologues

- O que é a vida para você? a pop song

- Seu relacionamento. Sorry sunshine, it doesn't exist

- Seu medo. that silent disappointment face, The one that I can't bear

- Qual o melhor conselho que você tem a dar? If you're gonna try and walk on water, Make sure you wear your comfortable shoes

- Pensamento do dia. grateful and so strangely comforted

- Meu lema. Hold on to your heart

Grrr...Please get out of my head! #33


Coldplay - Christmas Lights


Gosto tanto! Este ano o meu natal vai ser ao som desta música*.*

Olá, meu blog fofinho! 

Já não passava por cá há imenso tempo e o motivo está explicado na imagem que antecede este texto.
Há muuuito anatomia para saber e pouco tempo para tal, modos que agora, quando falo de livros que leio, todos eles são sobre o corpo humano.

Agora, esta semana vou inscrever-me no ginásio!
 Tem que ser, pela minha sanidade mental e pelo meu verão!
Os meus professores continuam a insistir que é impossivel acabar medicina com a cabeça no lugar sem descontrair um bocado com desporto, eu eu fiquei " ...porque não?".
É da maneira que me mexo um bocadinho:)

domingo, 17 de novembro de 2013

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Grrr...Please get out of my head! #32


You Me at Six - Stay with Me (Acústico)

Karate-grandpa

Eu a jantar e a ver as noticias, quando surgem imagens de velhinhos a aprender karaté! Porque querem defender-se de assaltos!

AHAHAHA!
Ok, desculpem, estou a ser muito mázinha, mas só de imaginar avózinhas e avôzinhos a fazerem karaté...tenho de me rir um bocado!
Mas no fim, acho a ideia optima, até para se ocuparem. Se algum deles chegar a dar cabo de algum patife que o queira assaltar, eu aqui estarei impressionada e a bater palmas não-sarcasticamente.


segunda-feira, 11 de novembro de 2013




Percebes que já não estás a bater bem da bola quando escolhes elásticos fluorescentes para o aparelho, para caso estejas no meio de uma estrada á noite, possas sorrir para que os carros te vejam e não te atropelem.

Mas lá está, houve anestesia envolvida hoje...

(Não, eu não moro no dentista mas, tal como o pessoal que tem aparelho sabe, isto é bastante complicado...)

domingo, 10 de novembro de 2013

Obrigada dentista fofinha



Já aconteceu a alguém estar numa sala com alguém tão atraente que nem se sabe como estar?
Isso aconteceu-me na sexta no dentista, na sala de espera ( sim, o lugar mais sexy de sempre ) e depois era daquelas pessoas que se põe a olhar fixamente para os outros! Lindo, mas esquisito.

Quando a dentista me chamou, quase que disse "Ufa!".
 Muito obrigada por me ter tirado dali! Mesmo desconfortável... sim, porque eu tenho instintos de fuga face a estas situações...straight up retarded!

So in love right now

The Story of my Life - One Direction

Esta musica é tão amorosa e o video deixou-me a chorar. Aparecem eles e as familias (não quero saber se são mesmo as verdadeiras ou não, eu acredito que sim) e na parte em que os avós do Louis desaparecem, matei-me a chorar...

sábado, 9 de novembro de 2013

Acabo agora de fazer um teste "Que poema de Fernando Pessoa é você?"

Eis o poema:
O Guardador de Rebanhos, Alberto Caeiro
"Sou um guardador de rebanhos.
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés
E com o nariz e a boca.
Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido.
Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto,
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei a verdade e sou feliz."

Porque o que é, é simplesmente,

e o que é assim, não pode ser assado.
Apesar da minha veia anti-rural, este poema deixa-me feliz .

Podem fazer o teste aqui, se estiverem curiosos :p

Porque é que eu quero tanto um "iped"












sexta-feira, 8 de novembro de 2013

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Ai que coisa mai' fofinha!

Estou a rir á meia hora já... sou daquelas pessoas que se riem só a ouvir alguém a rir, um bocado autista da minha parte, mas pronto.


Tenho saudades do secundário...
Parece que andamos sempre ocupados, mas a verdade é que não se fazia nada da vida. Agora sim, ocupação não falta, há para dar e vender...

E estar sempre com os meus amigos, mas agora anda tudo da mesma maneira, testes, exames, orais, trabalhos...estar com eles no secundário era garantido!

Now i'm left with them books...anatomy and stuff...



Aquele momento em que estou congelada emocionalmente por causa do meu teste de anatomia...
...se fossemos amibas, era muito mais fácil!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

...run, don't lend her your jacket!



WOOOW, eu também tenho os meus momentos feministas, especialmente quando o meu pai me obriga a apanhar a roupa porque é "trabalho de mulher", mas isto é um bocado assustador demais.

Sim, todas as raparigas gostam de usar os casacos que os rapazes emprestam, mas nenhuma delas ( a maior parte pelo menos ) pensa em domínio do mundo nesse momento.

Mas em caso de duvida, eu não emprestava...

my brain and my mouth broke up


Se isto me acontece? UI, nem fazes ideia!
Até agora me está a acontecer! Daqueles fenómenos geniais durante os quais decorrem um turbilhão de ideias e coisas a dizer pela minha cabeça, sem nunca chegarem decentemente à minha boca. Sim, por muito que queira compreender-me e falar sobre o assunto, não consigo.

Estão vi esta imagemzinha queridinha e quem a escreveu compreende-me de certeza! Até a meio das aulas, com aquele borrachão de assistente, me vem um bloqueio de vez em quando à cabeça, nem sei se é de olhar para ele ou simplesmente porque não consigo verbalizar a tempestade que me vai no cérebro, mas a verdade é que fico num estado de estúpida ignorância verbal...sigh

What to do then?