domingo, 31 de agosto de 2014

If The Beatles or the 60's had a message

Uma das tendências desta colecção Outono/Inverno que mais me chamou à atenção foi, sem dúvida, o regresso aos anos 60. A nível de moda, acho que é a minha década preferida, no que diz respeito a moda - está merecidamente empatada com a década de 20, aqueles vestidos estilo cabaret, curtos e flutuantes sempre detiveram a minha atenção e o meu afecto. Ambas as décadas têm em comum a quebra de tradições, que espelhou quebras que se deram a nível social, económico e político.

Quando penso em anos 60, no que toca à moda, as palavras chaves têm de conter, sem dúvida, PVC, bikini, minissaia, Twiggy, Jacqueline Kennedy, geometria, pernas, calças para mulheres, Jean Shrimpton e também um pouco de hippie e psicadélico (mais na segunda metade da década).

Foi sem dúvida uma década importante na moda feminina. E não só na moda. Por exemplo, o facto de uma mulher começar a usar calças coloca-a em igualdade com os homens, e apesar de parecer apenas uma futilidade, também teve importância ao nível de sociedade. Já para não falar do que estaríamos a perder se só usássemos saias.

Vogue 1965

Brigitte Bardot, BB para os amigos

Verushka, com calças (festa, meninas!) e um coordenado super 60's, geométrico e de corte direito, sem marcações de cintura.


Jean Shrimpton, o ideal de "Single Girl", independente, mas com o tão desejado "corpo de adolescente".

Jean Shrimpton



Beach Party, o filme que apresentou os bikinis ao mundo.

Twiggy! Que significa, sem qualquer dúvida, anos 60. Foi das modelos mais icónicas da época!



Britt Ekland



E aqui fica um bocadinho do tal psicadélico da segunda metade da década de 60, com uma das minhas musicas preferidas dos Beatles, "Lucy in the sky with diamonds", do albuSgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, de 67.




"If The Beatles or the 60's had a message, it was "Learn to swim. And Once you've learned - swim!"."
John Lennon

sábado, 30 de agosto de 2014

Viridiana

Hoje à noite combinei com uns amigos e fomos para o Largo de Jesus, na zona da Assembleia da República (ainda estou parva a pensar como é que conseguimos lá chegar de carro, e comigo a conduzir!), para ver o filme "Viridiana" ao ar livre, uma iniciativa Lisboa na Rua.
Dentro deste projecto, existem várias actividades gratuitas a decorrer em Lisboa, na rua, como o Fitas na Rua, que consiste na projecção de vários filmes ao ar livre. Este ano, os filmes têm todos eles nomes de mulheres; hoje era sobre a Viridiana e amanhã à noite será o filme "Lola". Por isso não podem perder! Estas iniciativas são óptimas formas de acesso á cultura de uma maneira mais económica e até mais interessante,  porque parece que voltamos atrás no tempo, quando os filmes eram vistos assim.


Voltando agora ao filme, o titulo é "Viridiana", que é uma mulher com todos os motivos para ser perturbada. Se acabasse num manicómio, ninguém estranharia. Estava num convento e a Madre superior disse-lhe que deveria visitar o seu tio (aqueles tios que não são tios). Na casa do tio, ele droga-a e quando ela acorda diz-lhe que a violou e que por isso ela vai ter de lá ficar para sempre e casar com ele. E isto é so o inicio do filme! É de 1961, mas já nessa altura drama não faltava. Depois afinal era mentira e ela foi embora e mais não digo!
Mas apesar de tudo fiquei feliz por ter ido, porque provavelmente nunca o teria visto por iniciativa própria e assim vi e sinceramente gostei do filme, mesmo com tanto drama e a pobre da Viridiana, achei a história bastante boa.








Scrunchie!!!

Quem é que ainda não sucumbiu á moda dos scrunchies? Eu já!
São sem duvida mais eficazes que os elásticos normais, e não quero saber do que a Carrie Bradshaw acha (bem, pelo menos neste assunto), porque neste momento de certeza que até pessoal de Nova Iorque anda com o cabelo apanhado com um scrunchie.
Já tenho uma carrada deles aqui por casa, todos da Primark, que vende grupinhos de 3 por cerca de 1€, com vários padrões e cores, que animam logo o espirito!








sexta-feira, 29 de agosto de 2014

terça-feira, 19 de agosto de 2014

C'est la vie, ma cherrie

A minha avó cheia de swag!

Ás 11h da manhã já tinha eu andado á tareia com a broa.


Vila Nova, Miranda do Corvo.

What is happiness anyway?


'Chillin no terraço.

Eu imagino alguém a ler isto com uma voz super javarda e tenho de me rir, pois claro que tenho.

Yummy! Bolo de chocolate, com mousse de chocolate, chantilly e morangos. Paraíso!

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Rainy mood

Para pessoal com muito calor (como eu) ou que simplesmente adora chuva, outono, inverno, nuvens, etc (como eu), este link será a vossa salvação para este verão...aiai, só de ouvir já me sinto mais fresquinha e calma!
Literalmente, wake me up when september ends!


quarta-feira, 6 de agosto de 2014